Sustentabilidade

 
Pela quarta vez, o World Wildlife Fund (WWF), a Solidaridad e a Pesticide Action Network (PAN) do Reino Unido publicaram o Ranking de Algodão Sustentável. O ranking analisou os 77 maiores usuários de algodão entre marcas de vestuário e varejistas internacionais, revisando suas políticas, a adoção real de um algodão mais sustentável e a transparência em suas cadeias de abastecimento.

Acessar o Ranking de Algodão Sustentável 2020.

A Adidas obteve a pontuação mais alta no Ranking de Algodão Sustentável de 2020, seguida por IKEA, H&M Group, C&A, Otto Group, Marks and Spencer Group, Levi Strauss & Co., Tchibo, Nike Inc., Decathlon Group e Bestseller, que todos se enquadraram no Categoria “liderando o caminho”. Nove dessas empresas são Varejistas e Membros de Marca BCI e também estão no topo da Tabela de classificação Better Cotton, com base nos volumes de algodão adquiridos como Better Cotton.

O Ranking de Algodão Sustentável de 2020 ilustrou que 11 empresas estão “liderando o caminho” em se tratando de esforços de abastecimento sustentável de algodão, seguidas por mais 13 empresas que estão “no bom caminho” e 15 outras que estão “começando a jornada”. De acordo com o relatório, as 38 empresas restantes ainda não iniciaram a jornada.

No geral, o relatório concluiu que houve progresso em toda a linha nas políticas, aceitação e rastreabilidade. Um número cada vez maior de empresas está adquirindo algodão mais sustentável, incluindo orgânico, comércio justo, CmiA e Better Cotton, e a aceitação geral de algodão mais sustentável aumentou.

No entanto, ainda há um longo caminho a percorrer. Com esta classificação, a PAN UK, Solidaridad e WWF esperam acelerar a demanda e a aceitação de algodão mais sustentável por empresas de varejo de roupas e têxteis-lar em todo o mundo.

Compartilhe esta página